14 de junho de 2010

Resposta ao tempo...



"Batidas na porta da frente
 É o tempo
 Eu bebo um pouquinho
 Prá ter argumento
 Mas fico sem jeito
 Calado, ele ri
 Ele zomba
 Do quanto eu chorei
 Porque sabe passar
 E eu não sei ..."

(Resposta ao tempo - Nana Caymmi)

9 comentários soprados.:

Emili disse...

Tão lindo quanto real.
Beijo

HM disse...

Essa canção é lindíssima, sempre me emociona e me remete à outra canção "no tempo da maldade acho que a gente nem tinha nascido..."

Abraço fátuo!

Franck disse...

Nossa, Angelica, essa música foi em algum momento minha trilha sonora... pena que tenho apenas o tempo sem me dar respostas...
Uma boa semana!

Luanda Melo dos Santos disse...

Linda linda...canção.

Estou aqui admirando cada letrinha!

Xêru!

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Não saber é dose, viu. Nem cachaça ajuda nessas horas.

Bom começo de semana e até mais.

Jota Cê

Chica disse...

Maravilha,Angelica!um beijo,tudo de bom,chica

Ivan Bueno disse...

Angélica,
O tempo é sempre essa incógnita que cura feridas, mas ao mesmo tempo nos desgasta. Um enorme ponto de interrogação que impulsiona a vida.
Interessante que fiz uma postagem (na verdade mais de uma, pois é tema recorrente) sobre o tempo no meu blog. Depois, se der, dê uma olhada lá: BUSCA SEM HORA.
Beijo grande,

Ivan Bueno
blog: Empirismo Vernacular
www.eng-ivanbueno.blogspot.com

A Céu disse...

"E o tempo se rói
Com inveja de mim
Me vigia querendo aprender
Como eu morro de amor
Prá tentar reviver"

Amo essa música!

Linda!
Beijo de fulô!

lu trevejo disse...

"No fundo é uma eterna criança
Que não soube amadurecer
Eu posso, ele não vai poder
Me esquecer" (...)

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."