3 de dezembro de 2012

Reencontro



Um poema não é uma palavra que se perde no vento...
Fica registrado nas pedras, 
Vive, respira,
Tal como um ser pensante 
Grita que existe.
E muito embora 
Por vezes atirado em um livro qualquer
De uma biblioteca qualquer
Soterrado pela poeira do tempo
Em qualquer canto do mundo...

Quando um leitor comum
Enfim o encontra,
O poema
Limpa a poeira do seu paletó,
Olha as horas no seu relógio de bolso,
Pergunta a data,
E diz, como quem não quer nada:
‘Até que enfim... companheiro
Não sei se sabes...
Mas eu estava justamente à tua espera’.

Mário Quintana

1 comentários soprados.:

MARIA JOSE Rezende disse...

O Natal acontece no coração, ao fazermos pelos demais o que Jesus fez por nós... ao deixar o Seu Espírito reinar em nossos corações ... ao deixar o Seu amor ter preeminência nas nossas interações.
Feliz Natal e um Ano Novo envolto em ótimos fluidos.
Beijos.
Maria José

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."