1 de janeiro de 2013

Coisas de Angélica.




Há quem passe reveillon com fogos de artifício por fora e nenhuma explosão por dentro. Estar feliz artificialmente não é pra mim. Nunca suportei nem ser lida de forma rasa, por gente que não tem profundidade nos olhos. O momento me escreve e eu a ele. Nesse ano que termina, eu segui caminhos escorregadios e traiçoeiros, mas Clarice é muito sábia quando diz: “Perder-se também é caminho”. Foi errando os passos, que percebi qual era a estrada de terra firme e cheia de luz. Tive na vida muitos encontros e muitas despedidas (quem me conhece sabe disso). Às vezes a saudade se disfarça de sorriso só pra nos proteger. Saudade é coisa profunda em mim. Mas os afetos, eles sim me preenchem.  Os afetos vão longe e eu também.  Mas prefiro ir longe a ser alguém com a porta aberta e que ainda assim se sente aprisionada. Alguém com medo de sair e se perder, sem se dar conta de que já está. Manuel Bandeira tem razão. "O que não tenho e desejo... É o que melhor me enriquece..." A busca nos move.  A expectativa, o desejado, o não alcançado. Aprendi desde pequena que não é certo empurrar. Seja pessoa, coisas a fazer e menos ainda os sentimentos. A amarga doçura de procurar até encontrar. Sou movida por seguir... Foi assim que sobrevivi. Foi querendo as exceções. O querer não pode transformar-se jamais em “tem que ser assim”. O sentir também não. Sentir não pode ter vias obrigatórias, ninguém sente porque tem ou porque é melhor assim. “Em quem você pensa logo ao acordar, antes mesmo de abrir os olhos e saber-se vivo (a)?” Se você não esta do lado da sua resposta é porque está no lugar errado. “Nunca desista de alguém que você não consegue passar um dia sem pensar”. O pensamento nos despe despudoradamente. A gente pode até não falar, mas pensa. Não telefonar, mas pensa. Não ir procurar, mas pensa. É a famosa sede-de-estar-pertinho. É incrível como mexe conosco. É uma ansiedade que nos faz engordar. Uma tristeza que nos faz emagrecer e uma felicidade que faz a gente se sentir linda estando magra ou gorda. Hoje me pergunto: quando a gente se joga no abismo de olhos fechados é por coragem ou medo de abrir? No tsunami do envolvimento, nunca nos apresentam o meio termo. Nada morno tem graça mesmo, pelo menos não pra mim.  Tenho um jeito bem peculiar de enxergar a vida. Um jeito só meu. É por isso que talho palavras com os dedos. Começo textos novos como quem se dá a chance de viver tudo outra vez. Mas a vida não tem como programar, pelo menos não efetivamente. Não há garantias e às vezes por mais que a gente corra muito atrás, precisamos respirar fundo e sossegar. Já dizia Guimarães Rosa: “esperar nada é, a meu ver - e pelo menos hoje, agora, amanhã já não sei - o melhor a se fazer.” Porque sentir não tem precisão, que dirá pressa. 



11 comentários soprados.:

Assis Freitas disse...

nada se esperar contudo de braços abertos ao que pode vir, a intensidade é o instante, o átimo a ser vivido,


beijo

She disse...

Minha lindaaaaaaaaaa! Quanto tempo não venho aqui, te desejo um Ano Novo maravilhoso e cheio de saúde e realizações.
Beijo, beijooooo
She

Denise Portes disse...

Eu agradeço o seu carinho e a sua sensibilidade que transborda por essa tela. Feliz Ano Novo querida, saúde e paz.
Beijos
Denise

Nadine Granad disse...

Nada morno tem graça...
Lindo *-*... você é intensa e o texto extenso nem cansa... delícia!


Beijos =)

Refúgio da Alma disse...

Ler você é imensamente agradável.
Suas palavras tocam a alma da gente, como se materializasse o sentimento.

Um beijo.

Ps. O texto pareceu até recado. Rs...

Ana disse...

finalmente vim aqui te dar o beijo que eu tava cevendo há anos. liga não. feliz 2013.

Flávia disse...

A Felicidade é transparente
Sentimento (seja qual for ) é ENERGIA.
Algumas pessoas sentem, outras traduzem sentimentos, eu sinto.
Outras sentem e traduzem, essas imagino serem seres angelicais.
As que só traduzem imagino que vendam poemas, letras de musicas, peças teatrais...
Não entendo sentimento, eu sinto:
Saudade;
Vontade;
Ansiedade;
Acho que só se lê de forma rasa textos rasos.
Seus textos são só sentimentos.(vc sabe disso).

Morgan Nascimento disse...

Olá, parabéns pelo blog!
Se você puder visite este blog:
http://morgannascimento.blogspot.com.br/
Obrigado pela atenção

Walkyria Rennó Suleiman disse...

esperar nada..... acho que somente se fôssemos de outra raça. seres humanos esperam, que merda né?
mas adorei teu texto, como vc intercala as ideias sem se perder, ou em se perdendo, deixando esse ser o caminho, não um descaminho, eita Clarisse....

Beatriz Bragança disse...

Querida Angélica:
Brinda-nos com outro maravilhoso texto que denota a cultura e a sensibilidade que tem.Sabe?-é muito bom quando aprendemos com os nossos erros e temos consciência disso.Os afetos são uma grande ajuda.Agora desistir...nem pensar;isso é próprio dos fracos de espírito.Escrever,também ajuda e a Angélica«talha as palavras»como poucos.Tem sentimentos muito delicados.Parabéns pelo seu texto.
Um abraço da
Beatriz

. disse...

Que coisa mais linda!!
Inteiro, tão você!
Em partes, tão eu...

Um beijo doce de margarida!

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."