1 de novembro de 2011

Pés para sentir


Presta atenção:
Quanto os pés tateiam o chão
 é pra vê se a gente aprende
que o sentir
não tem contra-mão
ele corre livre
em estrada de terra com chão batido
onde o suspiro
canta seus  passos
porque nada enfada mais
do que manter os delírios em silêncio.

7 comentários soprados.:

Misturação - Ana Karla disse...

Angélica bonita a poesia.
Xeros

Michele P. disse...

"Delírio em silêncio"... que bonito isso! Delirar em silêncio é sentir sem lamentar. É gozar sem causar alvoroço.

:)

Beijos

Aclim disse...

Bons tempos de inocência e ternura.

Abraço

Lu Cavichioli disse...

Querida Angélica, passando pra te ver e ler!

Tá linda essa blogada com esses pézinhos na terra batida e o tato à flor da pele!

Ah, em tempo: li sua citação lá no alto do blog a esquerda em que diz:" ESCREVER SALVA-ME DIARIAMENTE" - pois saiba que a mim também!

Frase esta que deverá ficar nos anais da literatura, caríssima!
Quando tiver um tempo, venha me visitar, deixarei a porta encostada...

super beijo =)

Assis Freitas disse...

os pés engatam essa sublimação de solo pra gente levitar,


beijo

Refúgio da Alma disse...

Uau!

Prestei bem atenção.

E concordo fielmente que o sentimento tem que estar em primeiro lugar.

Saudades...

Ariane disse...

Que lindooo!! ADOROOO teu blog!! Bjus querida!!

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."