17 de outubro de 2011

Tambores em silêncio.


Por fata de assunto ou excesso, "a caneta" calou.

Ja não sei a medida da bagunça indecorosa e de toda proximidade das roupas sobre a cadeira.
Sentimento mosaicado, com peças jogadas para todo lado.
As vezes a dessarumação é uma etapa eliminatória.
 [ Eventualmente indispensável para que as coisas tomem forma.]
Tenho dialogado comigo para dizer; mas logo em seguida, já não quero dizer mais nada.
Não quero "tagarelar". Quero apenas examinar a alma.
Considerar o vazio de fora, aqui dentro. [ "Escutar a chuva chegando"]
Tenho vento nas folhas.
Por dias, as palavras brincaram comigo de esconde-esconde.
Eu fiquei ali quietinha e não trapaceei.
 Meu espírito precisava ser encontrado... Foi por isso que se recolheu.

Estou aqui novamente.

8 comentários soprados.:

Phalador disse...

pra arrumar é preciso bagunçar mesmo.


:)

Michele P. disse...

O silêncio também é resposta.
Permita-se calar. :)

Boa semana Angélica! :)

Simone Aline disse...

Disse tudo! =)
Bjks!

Refúgio da Alma disse...

Falando silenciosamente com o interior.
Que coisa mais cheia de propósito.
É preciso, as vezes, procurar a resposta lá no fundo, bem na alma.

Que bom que voltou.

Amo ler o que escreve.

Cheiro nas pétalas.

Lua Nova disse...

Tão bom de ler pq fala tão pertinho do coração da gente... quem já não precisou se recolher para poder se expandir?
Beijokas e uma linda semana.

Tatiana Moreira disse...

Bom retorno a tudo o que é seu!
As palavras revelam que o período de recolhimento fez bem para a sua alma!
O sorriso na foto é lindo!
Um abraço carinhoso

Rogério Pereira disse...

- Não quero "tagarelar". Quero apenas examinar a alma.-

Boa razão para teu regresso.

Quando tiver tempo. To dou e te atendo. Tá?

Tony Manna disse...

difícil encontrar...
cada vez mais acho que não tem nada para encontrar,é o tal principio buddhista que diz:
"...todas as coisas na vida e no mundo estão em constante mutação; por isso, não se torne apegado a elas."

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."