11 de agosto de 2011

Dizendo...

Quem pode prevê
as coisas que não cabem na confissão
mas que ficam à vontade
no sofá da sala [ou no chão].

Quem pode prevê
as mãos dadas em nós
o atalho para o "estrago" feito
a luxúria atada aos lençóis.

Quem pode prevê
a façanha da imaginação
mapeando no corpo
como escrever intenção.

10 comentários soprados.:

Cris . disse...

Muita coisa boa sem previsão :)

abraço meu .

Maguinha Oliveira disse...

e quem pode prevê? mas o bom é isso meRmo: as surpresas do cotidiano! ^^

Aclim disse...

Quem pode prevê
a façanha da imaginação

Michele P. disse...

A beleza do inesperado.

Poema encantador...

Boa sexta, Angélica!

Bjs

Natalia Campos disse...

Ninguém pode prever!

Beijos. Au revoir.

Andressa disse...

a façanha da imaginação
mapeando no corpo
como escrever intenção.

:)

OceanoAzul.Sonhos disse...

Imaginando, prevemos...

Sempre belas estas suas palavras feitas poesia.

Um abraço
oa.s

Cantinho She disse...

Quem pode prevê??????? ;)
Bjo, bjo Lindona!
She

Dja disse...

Quem pode prevê imaginando
uauuuu que lindoooo Lindona

beijos querida, fim de semana cheio de carinho pra vc.

Laís Maroubo disse...

Ooi qrida!
como vai vc??

vim desejar um excelente fds de dia dos pais pra vc e sua familia!

beijos

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."