2 de julho de 2011

Nunca vi distância tão próxima.


Novamente eu te escrevi...
Como sempre faço, desde que te conheci.
Guardo-te sempre.
Em textos e memórias escritas pelos olhos.
Você é daqueles textos que releio quando encontro em meio a tudo.
Do tipo que paro no tempo e estaciono um sorriso nos lábios.
Gosto de ti de maneira indizível.
Mesmo assim, eu te digo: Gosto muito de ti.

7 comentários soprados.:

Guilherme Navarro disse...

Vontade de dedicar esse texto para alguém!

Refúgio da Alma disse...

Obrigada!
Também gosto muito de ti.

Beijo nas pétalas.

ƸӁƷBeautiful Butterfly WomanƸӁƷ disse...

Ahhhh!!!eu tb.gosto muito de ti...belo post...ameiii...bjus doces!!

Geraldo de Barros disse...

para algumas margens bastam poucas braçadas

Tiago Moralles disse...

O seu indizível é igual ao meu incontável.

Simone Aline disse...

Ahhhhhhhhhhhhhhh! Que lindo!!! Amei, pra variar!!! =)
Meu pensamento até parou tb agora... num determinado momento...
Bjks!

@monnielobo disse...

Oii, tem selinho pra ti no meu blog
http://letmego-monnie.blogspot.com/2011/07/primeiro-selinho-do-let-me-go.html

espero que goste ;)

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."