23 de fevereiro de 2011

Um...dois...

Depois de contar, eu fui procurar
A verdade é que fico bem melhor em sua companhia
E assim por conta própria e auto risco, eu fui
Fui e me cavei por dentro até o osso, até tudo ficar exposto
Não me apetece a superfície, nem o óbvio
Eu me irrigo de continuações e poucas rotinas
Tem dias que fico repleta de coisas silenciosas a me beliscar a alma
Não faço idéia se tem nexo ou cadência viver assim
Vivo trafegando nessas vontades que correm sozinhas
Talvez por isso eu tropece até nas perguntas mais básicas
Desde pequena as coisas brincam de esconde-esconde comigo
Sigo contando... 205...206 ...

5 comentários soprados.:

Franck disse...

E que não seja infinita essa contagem...
Bjs*

Ju Fuzetto disse...

Eu me vi em cada linha!
beijos pra vc!

Refúgio da Alma disse...

É verdade mesmo?

Um cheiro.

Chica disse...

Quanta saudade me deu ver essa imagem e esse texto...Lindo,lindo!beijos,chica

Luis Felipe de Assis Pinheiro disse...

Eu perdia a paciência depois dos 30.

Já virava 'teum 'tedois 'teteis 'tequato 'tecinc 'teseis...

;D

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."