17 de janeiro de 2011

E de repente...

Sem a pretenção de ocupar a casa,
sentei-me naquele chão desarrumado dos passos.
Estava tudo tão vazio,
parecia que eu havia sido saqueada.
Cômodos invadidos,
paredes com danos irreparáveis.
No cantinho do riso,
não havia ninguém à sorrir.
O espelho do banheiro,
não estava mais despenteado pela manhã.
E a cozinha,
já não adoçava mais o meu café.
Sentia-me num vão,
sem teto da minha própria emoção.

6 comentários soprados.:

J. disse...

Ops... me atrapalhei, não sei se o primeiro foi. De qualquer forma, não custa repetir: seu blog continua maravilhoso!

HSLO disse...

Fascinante esse texto e brilhante essa foto.

abraços
de luz e paz

Juan Moravagine Carneiro disse...

Um belíssimo escrito...

abraço

Laércio Neto disse...

Que massa isso aÍ ! Às vezes sinto esse vazio também !
Mesmo estando em meu LAR e cercado pela FAMÍLIA.
Hehehe !

e.deamici disse...

Mesmo aparentando um tanto de tristeza, ficou lindo.
Abraço apertado

Tiago Moralles disse...

Essas e outras coisas que acontecem na solidão.

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."