31 de outubro de 2010

Sent(indo)



eu cato
o contato
pelo tato da flor
onde vc foi?
 onde estou?

11 comentários soprados.:

Aline disse...

quanta delicadeza!

Denise Portes disse...

Lindo e delicado como tudo que você escreve.
Beijo
Denise

Simone Aline disse...

Amei o título do post! E a gente vai "indo" assim... as vezes não temos opção B!
Bjs

William disse...

Um blog que transpira tranquilidade.
Sucesso

Silvana Nunes .'. disse...

Muito delicado.
Eu não estou conseguindo adicionar você. Quando tento, aparece uma mensagem dizendo que você bloqueou a minha entrada. essa mensagem está aparecendo em alguns blogs, já tentei saber porque, mas não obtive nehuma resposta.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... e MEU CADERNO DE POESIAS desejam uma boa semana para você.
Saudações Educacionais !

Luciana Klopper disse...

Que singelo!! mto lindo!

Pablo Rocha disse...

Show... Manso e sereno e delicioso... Show!

Beijos!

Jorge Pimenta disse...

na cascata da aliteração, emergem todos os sent(idos).
um beijinho!

Eduarda disse...

O blog já por si é um poço de sensibilidade e calma.

este poema nos transmite uma serenidade além das horas.

bj

Franck disse...

E imediatamente veio aquela canção da Calcanhoto na qual ela corre pelo mundo, prestando atenção em cores, carros, crianças...
Bjs*

Refúgio da Alma disse...

Aqui.

Adoro ler e ver o que você escreve.


Cheiros

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."