3 de outubro de 2010

Mar ceió


Nem que eu bebesse o mar
encheria
o que


eu

                         tenho

                                                         de

                                                                           fundo.

Djavan

5 comentários soprados.:

Refúgio da Alma disse...

Porém, ele conheceria o que tem de mais fundo.

Beijo.

Michele P. disse...

Lindo isso!

Beijos e boa semana!

Úrsula Avner disse...

Oi Angélica,

bonita postagem... Gosto muito do Djavan que aliás é um poeta que transforma versos em lindas músicas. Bj.

Franck disse...

Djavan, inigualável... como outra dele: 'morrer de sede em frente ao mar'...
Uma boa semana!

Talles Azigon disse...

ele é um poeta maravilhoso

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."