5 de outubro de 2010

Fluidez

É sempre a minha criança
que toca o violão
esculpindo notas fluidas
sem tulmulto de razão
expontânea
doce
meiga
acalmando a aceleração
em som que dança
sem esquivança
sem inibição.

17 comentários soprados.:

AC disse...

Que sua criança toque violão muitas vezes...!

Beijo :)

rafa borghetti disse...

Minha doce Angélica...ao escorregar por suas palavras vejo não apenas o ato de escrever musicalmente e sim a diferença toda que levo em mim, assim como tu, que traduzida em palavras simples:
"Não tocamos, não pensamos, não escutamos e nem mesmo curtimos a música...e sim SENTIMOS a sonoridade penetras por todos nossos sentidos, póros e até mesmo no inalcançável "lugarzinho" escondido do coração figurado!

Parabéns!
Tenho gostado!

Ps: Deveríamos nos comunicar para trocar linhas de pensamentos, se assim lhe desejar!

Um beijo ao som psicodeliciosamente Arnaldo Baptista!

Refúgio da Alma disse...

Que coisa mais linda... "meiga", "doce"...

Gostaria de ouvir a melodia.
Acalmaria também a minha aceleração.


Um ótimo dia pra você.

O gerente disse...

criança que toca musica é uma visao do paraiso perante aos meus olhos e ouvidos. Sinal de que existe muita salvação e talento nato por ai. Entao, deixe a sua criança tocar. Eu irei ouvir. Beijos!

Erica Vittorazzi disse...

O que fazemos com o coração, fazemos com jeito de menino: com alegria no olhar!!


bEIJOS

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Esquivança mexeu aqui... adorei como um todo, mas certas palavras falam como se não fossem símbolo, mas idéia em si...

Diz.inibir a criança interior, mas ela dança, no silêncio, e toca quando o cenho adulto se distrai... ;)

Belíssimo, como sempre, e em prato fundo! ;)

Encantadora de Abelhas disse...

É sempre bom manter viva a criança que existe em nós... Deixar essa luz acesa!
Bj

Encantadora de Abelhas disse...

É sempre bom manter viva a criança que existe em nós... Deixar essa luz acesa!
Bj

Deia disse...

Oi Angélica ! Não tinha entrado nesse seu blog, havia conhecido o outro , o Pensamento Tangencial. Adorei, lindos pensamentos no seu Vórtice! Li seu texto sobre não partir - vai ser interessante ver o que lhe faz feliz entre PARTIDAS e chagadas - rsrs! Um beijo, Deia.

Camila Mancio. disse...

Coisa linda esse blog, vou passar mais vezes.

Camila Mancio. disse...

Coisa linda esse blog, vou passar mais vezes.

Rafael disse...

Bom delicado, Angélica!
Gostei
Bjs

Jorge Pimenta disse...

se há arte a que o termo "fluidez" deve ser associado é, justamente, à música. atrás dela, vem o "encantamento" :)
um beijo!

EDER RIBEIRO disse...

Fechei os olhos para senti as notas musicais. Como é doce a forma como vc escreve. Bjos.

Juliana. disse...

Sempre há uma criança que dança e balança dentro de cada um de nós!
Um beijo querida!
Bom estar aqui no teu cantinho!
Ju

Lury Sampaio disse...

Adorei a fluidez das palavras.
É sempre bom deixar a criança dentro de nós nos tocar às vezes...
beijos.

Talles Azigon disse...

e sempre desse violão mágico sai notas maravilhosas que enche não só os ouvidos e sim a alma de todos nos que te escutmaos

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."