19 de setembro de 2010

Manifesto



Ando inventariando minutos
Fomes que andam e falam
sem pressa, sem fastio
 Descompostura de arranhões
 com desvario
Estou suada de atrevimento.

12 comentários soprados.:

Franck disse...

Que seu atrevimento nós traga sempre poemas como esse!
Um domingo iluminado! Bjs*

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Waw! Dizer sem dizer é uma arte... suada de atrevimento soou poético de vera... inventariar minutos... fomes que andam e falam... descompostura de arranhões com desvario... não há como citar um só, tudo reverberou aqui dentro... belo!!!

Assis Freitas disse...

deixa o suor escorrer por todas as palavras e versos, ebulição

beijo

André Auke disse...

Olá Angelica.
Blog encantador, parabéns!
Muito obrigado pela sua visita. Esteja sempre a vontade por lá.
Seu blog já causa um impacto de poesia visual no primeiro olhar, no qual da vontade de degusta-lo.
E ao primeiro sabor das palavras, percebo a real fome que tenho...

Já estou seguindo. Inté.
Bjs.

Talita Oliveira disse...

A intensidade reina aqui!

Amei as palavras!

Beijos!

feя. disse...

Vi seu comentário no meu blog e vim aqui matar a minha curiosidade sobre quem você seria...
Aí eu li, fui lendo, li mais... parei quando cheguei no final da página e vi que não tinha sido pouco. Você cativa, sua escrita desperta interesse nas mais sutis nuances; é quase hipnotizante - e relaxante... e divertido.
Prabéns!

até...^^
fer.

Encantadora de Abelhas disse...

Perfeito... Disse tudo, sem dizer nada!
Adorei!!!
Bj

HSLO disse...

fascinante!

abraços
de luz e paz

Leo disse...

intenso, poetico e suado...

assim como a vida deve ser
cheia de atrevimentos!

beijos, Angelica!

Poeta del Cielo disse...

lindo verso linda paixao pelo vivido

abracos
otima semana

saludos

Melanie Brown disse...

Suada de Atrevimento?!
Hummmm, delícia...

Obrigada por me seguir,
Conte-me o motivo dos
Passos?!

Bjaum'

Benjamin disse...

Brinca, delira com palavras, podes suscitar, atiçam desejos, devaneios, pense nas palavras de Antoine de Saint-Exupéry “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."