14 de agosto de 2010

Sutileza


Eu ando amontoada de palavras.
Elas não apenas me dizem ou me descrevem,
 elas me renascem.
 Meu corpo imagina. 
Cada idéia 
é um nascer renovado em minhas entranhas.
 Escrever é meu despertencimento.
 Na escrita perco-me lentamente para me achar lá adiante.
 É como um banho demorado,
 onde lavo o meu próprio regresso.
 Modifica-me tanto
que seria mais fácil dizer o que permaneceu.
 É necessidade de sanfonar o verbo para tocar os instintos.
 Hoje mesmo fui tocada pelas frases que ainda nem escrevi.

9 comentários soprados.:

Domingos Barroso disse...

Olha, Angélica,
tudo que disseste
(e ainda guardas dentro do teu ventre)
é louvável, profundo e cristalino.

Além do mais essa máquina de escrever
arrebatada sutilmente por essa menina
é uma Olivetti Studio 45.

Conheço-a de longe.
Meus primeiros poemas
datilografei nessa caixa mágica.

Muito obrigado por essa visão
imaginária e providencial.

Luz.

Carinhoso beijo.

Emili disse...

"Modifica-me tanto
que seria mais fácil dizer o que permaneceu."

Assim me sinto qdo por aqui passo, qdo por alguns minutos conversamos sobre qlqr coisa. Digamos que és o fortificante das minhas palavra, quando penso que não mais escreverei, tu simplesmente surge pra me soprar um tanto da tua delicadeza.
Obgada!
Beijos

Assis Freitas disse...

Escrever é mesmo despertencimento, tudo se direciona do eu para o além do nosso espaço,


beijo

HSLO disse...

A escrita nos liberta.

abraços
de luz e paz

Hugo

Benjamin disse...

Brota-me da alma palavras,
Aberta de par em par...
Se o céu fosse um papel
E em tinta se tornasse o mar
Mesmo assim insuficiente
Pro coração revelar...
Bjux

RESILIÊNCIA disse...

Poetisa Angélica

A poesia nos brinda com tamanha sutileza...os sentimentos ficam nas palavras ainda não escritas.
um grande abraço

Denise Portes disse...

Eis o mistério que envolve os poetas, as palavras e as poesias.
Lindo poema.
Beijos
Denise

Lara Amaral disse...

Que bom! Porque também me toquei aqui com sua palavras! =)

Beijos.

Saulo Taveira disse...

Escrever é revelação, mudança, aperfeiçoamento do espírito.
Beijos.

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."