14 de agosto de 2010

Decisão

(...) É a lição da psicanálise.
Não podemos esperar
que nossa decisão seja compreendida.
 Porque, se fosse compreendida, ela seria razoável,
 e aquilo que é razoável não é decidido no risco.
Normalmente, aquilo que é razoável é chato.
E aquilo que é decidido é apaixonante.
 A decisão se decide na paixão.
 Decisão e paixão estão juntas.

Jorge Forbes,
in Você quer o que deseja?, p. 70.

2 comentários soprados.:

Refúgio da Alma disse...

Logo concluo que devo-me apaixonar.

Beijo.

Lara Amaral disse...

Algo que eu realmente precisava ler hoje. Obrigada.

Beijos.

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."