22 de julho de 2010

Urge o risco

Eu estava. Era-me inverossímil negar.
E sem temer os contrastes
Fiz um ninho
 E desse perene exílio
Não sei...
Se ainda vou
Voltar

14 comentários soprados.:

Emili disse...

Nossa!
Fiquei totalmente sem palavras, simplesmente sorri.
Muito lindo!

Lídia Borges disse...

Belíssima imagem e belíssima legenda!

L.B.

Lara Amaral disse...

Que lindo, doce, bom de ler!

Beijos.

Saulo Taveira disse...

Lindo, é preciso coragem pra não temer os contrastes e ficar.
Bju.

Rico Salles disse...

Oi, sempre aprecio seus textos de beleza lacônica. Esse é ótimo! Bj!

Franck disse...

A imagem já diz tudo...mas o texto diz mais ainda, e, correr os riscos sempre vale à pena! Bj*

A Céu disse...

Eu li.

Sinto.

Cheiros

cantinho she disse...

Que lindo, bjooooo!

Benjamin disse...

Eu voei e quando voltei...
Uma lembrança do passado...
Não achei o bosque,
A fonte dos pássaros,
O rio onde me banhei assoreado,
O mar poluído, quando de manhazinha,
Buscava teu vento terreal...
Tentei encontrar a lua cheia,
Que me iluminou nas madrugadas,
Empunhava um violão embaixo da sua escada...
Mas, o céu cinzento...
Procurei as estrelas que contamos...
Mergulhei nas entranhas da terra,
Suas placas em desatino...
E eu como menino,
Só pensei em grandeza...
Tomei o ouro e me cobri,
Não aplacou meu desejo insano...
De tudo perdi o sentido...
Hoje... Sou apenas um andarilho.

Jorge Pimenta disse...

ternura na imagem e nas palavras! o jogo de palavras no final é fantástico!
um beijinho!

Adh2bs disse...

Olá...
Que saudade daqui, de tantas palavras suaves, de tanta poesia evidente. Inspirador e instigante.
Gde abraço.
Adh

Pérola Anjos disse...

Se você não conseguir voltar do exílio, que amo menos ele seja, além de perene, solene.

Beijo doce!

Michele P. disse...

Gostei tanto! =)

lu trevejo disse...

ai que coisa mais linda.....

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."