22 de junho de 2010

Desnudar-se

O pássaro,
despiu-se das asas
e deitou
 nas folhas.
Acho que ele sabe
que é preciso 
nudez
para voar
em palavras.

11 comentários soprados.:

Saraiva ® disse...

Que blog fantastico :$
Obrigadaaa , sim depois daquilo respirei bem melhor , e claro fiquei ainda melhor quando li seu comentario (:

Amei o blog

Helcio Maia disse...

É preciso estar nu (de preconceitos, de ressentimentos, de remorsos...), para poder voar, incluysve, em palavras.

Thiago de Freitas Peixoto disse...

Concordo...certamente não há outro meio de voar se não despido!

Muito bom seus versos...;)

Saraiva ® disse...

Maior beleza tu (:

Lily disse...

É melhor deixar de lado a roupagem e deixar a vida acontecer, aceitar as palavras que saem de mim mesma e aquelas todas que esperava tanto ler ou ouvir.

A Céu disse...

Ai que lindo Flor!
Nossa! (aplausos de pé!)

Cheiros e cheiros!

Jacson Faller disse...

Poema maravilhoso, Angélica... Abraço, J.

Valéria Sorohan disse...

Angélica,
Quanto encanto nessa construção.Parabéns por fazer das palavras instrumentos de encanto da alma.

BeijooO'

antonioanderson disse...

Poema pequeno e tão completo. Gostei.

Aliás, tudo que li aqui está muito lindo. Meus parabéns!

Até breve! Fui.

http://avozdeantonioanderson.blogspot.com/

Lara Amaral disse...

Lindo e suave como o farfalhar de asas na água.

Beijos.

cantinho she disse...

Você é FANTÁSTICA!
Bjo, bjo!

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."