8 de maio de 2010

Sem fronteiras



Tantos planos modificados sem me consultar. Ele parecia não se importar se eu sofria. Nunca pude ter uma conversa razoável, até porque, ele não admitia ser questionado. Mudo e sempre certo do que fazia, seguia egocentricamente silencioso. Lembro de muitos dias e noites em que eu chorei, reenvindicando respostas que nunca chegaram. Tantos soluços e nenhum sinal, nada. E eu, que sempre fui cheia de argumentos, ficava cada dia mais quieta. Passei a tentar preencher meu dia com mais horas de fuga. Guardei aquele frio na barriga dentro da gaveta, embrulhei os sonhos para presente e escondi as letras fora das palavras (nessa época a música parou). Andava estranha, era quase uma condenação sem direito a julgamento. Engolia meus discursos a seco. Olhava para os machucados, que agora já eram cicatrizes e pensava: tenho que aprender algo com isso.
Um dia, desisti de querer questioná-lo. Daí em diante tentei outra estratégia. Passei a não procurar mais as coisas simétricas, adcionei meu sorriso aos favoritos e entendi que serpentinas podem ser jogadas a qualquer hora (pra que esperar pro carnaval?). Marquei encontro com a escrita encontrando assim à salvação. Hoje estou de malas prontas. Quero e vou seguir para o amanhã que acontece. Cabeça inclinada em um sentir transbordante (alegrias que pingam no chão). Olhares travessos como criança que passou o dedo no bolo e paz, muita paz. Apesar de inaugurar um caminho diferente, ele ainda caminha comigo. Continua silencioso, mas aprendi a conversar com ele em libras. E entre sinais e intuição seguimos juntos... Afinal, como poderia viajar, sem  levar comigo MEU DESTINO.

10 comentários soprados.:

*** Cris *** disse...

Sem fronteiras, caminhando sempre em frente,querendo ser feliz isso que importa!
Bjs!!!

Simone Aline disse...

Perfeito! "E entre sinais e intuição seguimos juntos..."
Bjs

Vitor Bento disse...

Destino...

Se eu te conhecesse
Nunca teria nascido
Se eu te amasse
Nunca teria lágrimas para colher
Se eu te ouvisse
Ninguém me compreenderia
Se eu me questiono
É porque aceito as tuas respostas
Se a vida é bela
Deixarei que o bem me procure

Adorei visitar o seu blog
Certamente passarei por aqui para me encontrar nestas belíssimas palavras!

Eu também sou um amante da Poesia para além de fazer acrobacias com a bola, bicicleta e outras.
Espero brevemente entrar no livro dos Recordes do Guiness

Os meus Links:

http://www.youtube.com/watch?v=JLB2h1siWx0
http://www.youtube.com/watch?v=3wHFdbfYfUg
http://www.youtube.com/watch?v=B91D9H4AqRo
http://www.youtube.com/watch?v=IywpK9uFjFk
http://www.youtube.com/watch?v=iemn6hPWwcA

YouTube: Ciclofutebol

http://videolog.uol.com.br/ciclofutebol

http://videos.sapo.pt/kZOdbrC5k5b5R6QIDE02
http://videos.sapo.pt/gzDWQPKDg2rLgnVbzwAS
http://videos.sapo.pt/fRsfioS4E9QgWQObDwVs
http://videos.sapo.pt/ocU2IzVMv0LYZM82upKu
http://videos.sapo.pt/oe4YDm9hznzcGLYdDN1e

Link dos meus Livros de Poesia

http://opoeta.bubok.pt/


Os meus blogues:

http://poesiavitorbento.blogspot.com/

http://habilidadescomumabola.blogspot.com/

Um Abraço

Chica disse...

Lindo e emocionante. Sem fronteiras,indo sempre avante e tentando sempreser feliz,né?beijos, lindo dia das mães,chica

Nino disse...

Inúmeros sorrisos meus pra ti..
Cheiros

Luciana Horta disse...

MARAVILHOSO!

Não vejo a hora de inaugurar um caminho diferente, apesar de saber que a direção será a mesma. Apenas, não virarei em tantas esquinas...

Abração!

Luciana (Catadora de Palavras)

meus instantes e momentos disse...

que ótimo post, gosto de voltar aqui.
Maurizio

franck disse...

Que as não fronteiras tbém fazem encontrarmos blogs como o seu...sensibilidade à flor da pele... Voltarei, sempre!
Bom fim de semana!
Franck

LUmeNA disse...

Maravilhosa a tua mudança.

A vida não tem fronteiras. Ouve o teu coração e segue o caminho feliz e sempre sorridente.

Um Grande Abraço,
LUmeNA

franck disse...

voltei, agora para segui-la, isso é, para me adicionar a mais um dos seus 200 e poucos seguidores...
bjs!

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."