19 de abril de 2010

Tempo fechado

Tempestade é fúria do Céu
Regada a raio e trovão
Entornou o café e a fé
E a emoção virou grão.

6 comentários soprados.:

Leonardo B. disse...

[don't try this at home... :)

adoro café debaixo da tempestade, assim como gelado (sorvete?) à lareira!]

um imenso abraço, Querida Angélica

Leonardo B.

Luciana Horta disse...

É a natureza ensinando que, quanto mais a gente vai guardando sentimentos POBRES, chega uma hora que é preciso explodir, para que então haja espaço para os sentimentos NOBRES.

Luciana (Catadora de Palavras)

J.R disse...

Caramba!!

Legendou perfeitamente.


:)

Regina Guedes disse...

E com o grão tudo começa novamente...
Incrível como você conseguiu imagem e poesia tão sincronizadas!
Bjs
Regina

cantinho she disse...

Sensacional, eu amo a junção de seus textos com as fotos que vc escolhe, muuuuuuuuuuuuuuuuuuuito bom mesmo!
Bjo, bjo! ;)

A Céu disse...

Um regador cheio de carinhos, resolve!
É... resolve, sim!!

E FloRIMOS sempre!
Cheiro!

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."