27 de outubro de 2009

Parâmetros



" É o outro que me dá referência
de que nem sou o anão dos meus pesadelos,
nem o gigante dos meus sonhos"

3 comentários soprados.:

.Leonardo B. disse...

Mas quantos "outros" existem no outro? Aquele que ouve sem escutar, onde está, no outro? Aquele que fala sem dialogar, onde está? Sem o assentimento da ignorância de "nós próprios", neste que percorremos sem sair do mesmo lugar, aí, onde estamos? Entre o "outro" ideal, aquele que imaginamos incondicionalmente perto de nós e um "outro" que se esconde na sua aparente falta de tempo (às escondidas, com o comando do televisor por perto...), onde fica o nosso meio campo sideral? No eu, no outro... ah, estas coisas de afectodependências dão-me cabo da mioleira!

Um enorme abraço, Angélica
deste lado do ribeiro atlântico

Leonardo B.

Olhos e pensamentos disse...

O que houve? melhorou? tá tudo bem?
se quiser falar comigo, prof.lucianaklopper@hotmail.com
Adoro te ver por aqui!!

Marcelo Mayer disse...

aquele que diz em amar sem amar

Postar um comentário

"Se tudo passa, talvez você passe por aqui..."